Procedimentos de beleza durante a amamentação

Procedimentos de beleza durante a amamentação

Toda mãe ouve desde o início da gravidez sobre a importância da amamentação. Além de ser a única fonte de alimentação do bebê, o leite materno ainda possibilita a aproximação entre mãe e filho, ajudando a criar um vínculo ainda maior. Por essa razão, a atenção com a sua saúde deve ser redobrada durante esse período, já que muitas ações influenciam diretamente na saúde do bebê. Um dos pontos a ser observado são os procedimentos de beleza aos quais você já estava acostumada.

Para auxiliar nesta tarefa, o Ministério da Saúde conta com um manual de conduta que identifica as drogas usadas frequentemente nos procedimentos de beleza, segundo a categoria de risco na amamentação.

Você sabe o que não é indicado para essa fase? Confira:

  • Massagem modeladora: os médicos não recomendam que seja realizada durante a gestação, já que existe o risco de ruptura de alguns vasos sanguíneos, que podem levar a trombose.
  • Alisamento: está proibido durante a gestação e também no período de amamentação, já que contém formol na composição, substância altamente tóxica.
  • Tinturas de cabelo: não são recomendadas durante os três primeiros meses de gestação, já que pode desencadear má formação do feto. Após esse período, está liberado o uso de produtos que não contém amônia.
  • Luzes: podem ser feitas no último mês da gestação, desde que mantenham uma distância de 1 cm da raiz. Esse cuidado evitará a absorção do produto químico pelo couro cabeludo.
  • Pelling: não são recomendados os peelings químicos que utilizam ácidos como ingrediente principal.
  • Tratamentos para acne: medicamentos a base de isotretinoína estão vetados, já que podem causar alterações no sistema nervoso e cardiovascular do bebê.
  • Tatuagem: é melhor evitar, já que existe grande risco de infecção ou contaminação através das agulhas utilizadas no procedimento. Os riscos de contaminação incluem hepatite e HIV.

Fonte: Ministério da Saúde.