Recém-nascidos: mamada livre

Recém-nascidos: mamada livre

Para as mães de primeira viagem, sempre fica a dúvida: quando eu devo oferecer o peito ao meu filho? E quanto ele deve mamar? Segundo as indicações da cartilha lançada pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a mãe deve amamentar sempre que o recém-nascido solicitar. O que significa que você não precisa esperar o bebê chorar de fome para oferecer o peito, ou seja, recém-nascidos significa mamada livre.

Também não é necessário se preocupar com a quantidade de leite. Desde cedo eles já aprendem a lidar com a saciedade e sabem a quantidade que vai satisfazer a fome. A mamada livre ainda evita a dor e o endurecimento da mama pelo excesso de leite, além de conter a ansiedade dos pequenos.

Segundo a cartilha, a recomendação de alimentar o bebê em intervalos regulares de três horas é mais adequada aos casos em que a criança está sendo alimentada com fórmulas específicas para alimentação infantil. O leite materno é de fácil digestão e, por esta razão, o bebê tende a ter mais fome – o que é perfeitamente normal.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o leite materno deve ser oferecido até os seis meses como o principal alimento. No Brasil, pesquisas indicam que as mães costumam amamentar por apenas dois meses.