FAQ – Perguntas Frequentes

Mesmo amamentando o meu bebê, posso pintar o cabelo e fazer escova progressiva?

Existem tinturas e produtos para progressiva que são seguros durante a amamentação, especialmente aqueles livres de amônia, formol e metais pesados. Para ficar mais segura, consulte seu obstetra e um cabeleireiro profissional capacitado.

O que posso fazer para a formação do mamilo durante a gestação?

Além de massagens específicas, você pode usar conchas de plástico que ajudam a formar os mamilos durante a gestação. Para uma melhor orientação sobre essas massagens, você deve conversar com seu obstetra, que poderá lhe mostrar exatamente como fazer. As conchas podem ser encontradas em lojas para bebês e gestantes e em algumas farmácias.

Sofro demais ao amamentar meu bebê e, recentemente, meu mamilo começou a “rachar”. O que posso fazer para melhorar?

O maior problema durante a amamentação são os erros na pega do bebê, que vão desde o mau posicionamento do corpo até problemas na posição da boca e da língua do bebê na mama. Essas alterações podem levar às rachaduras e ao desconforto. O ideal é que procure um médico para que ele avalie a pega e a oriente quanto ao melhor posicionamento. Com relação às rachaduras, procure manter as mamas limpas, secas e hidratadas após cada mamada, tomar sol por 15 minutos antes das 10 horas da manhã e não interromper a amamentação. MAMARE também é uma opção de tratamento. O produto, além de promover a recuperação natural das lesões da pele, auxiliando na cicatrização, ajuda a prevenir as rachaduras reduzindo a umidade. Assim, os mamilos ficam protegidos e a amamentação muito mais prazerosa.

Como faço para iniciar o processo de desmame? Existe algum remédio para secar o leite?

O desmame é um processo de transição psicológica para mãe e bebê. Existem algumas medicações que podem ser usadas para parar a produção de leite, porém elas devem ser indicadas pelo seu médico. Enquanto não passa em uma consulta, procure reduzir cada vez mais as mamadas, retirando por último a mamada antes de dormir. Com isso, seu leite vai reduzindo progressivamente e seu bebê vai se acostumando a ficar sem o peito.

Acredito não ter muito leite e, por isso, acrescentei fórmulas na alimentação do meu bebê. Porém, queria amamentar mais. Existe algo que possa aumentar a produção de leite?

Para saber se sua produção de leite está adequada, é necessário um exame clínico das suas mamas e, também, acompanhar a curva de crescimento de seu bebê. As fórmulas devem ser oferecidas apenas após indicação de um médico pediatra. Como as fórmulas possuem um leite mais “pesado”, é comum que os bebês pareçam mais satisfeitos e durmam mais após ingeri-los. Mas isso não quer dizer que seu leite seja fraco ou insuficiente. A melhor forma de estimular a produção de leite é colocar o bebê para mamar, mas também existem algumas medicações que podem ajudar. Para saber mais sobre isso, consulte seu obstetra.

Durante o período pós-parto e de amamentação, quais alimentos são mais recomendados?

A mãe, no pós-parto, deve manter uma alimentação equilibrada, evitando alimentos gordurosos, industrializados e condimentados. Também deve evitar alimentos que produzam gases, que já podem estar aumentados após uma cirurgia e podem produzir bastante desconforto. A ingestão de líquidos (água e sucos) também é recomendada para a produção de leite e recuperação da perda sanguínea da cirurgia.A alimentação durante o período da amamentação não pede mudanças. Vale ressaltar que consumir produtos saudáveis, com altos índices de vitaminas e sais minerais, é importante para a saúde da mãe e do bebê. A ingestão de líquidos também deve ser acompanhada e vale a recomendação de dois litros diários de água.

Estou com uma mama maior que a outra. Isso é normal?

É comum as mamas não serem totalmente simétricas. Se elas já eram de tamanhos diferentes antes de você engravidar, é comum que a mama maior produza mais leite e cresça ainda mais, já que possui mais glândulas. Porém, se elas eram simétricas antes e agora estão irregulares, pode ser que a mama maior seja aquela que você oferece mais para o bebê mamar. Quanto mais ele mamar, mais leite ela irá produzir e maior vai ficar. Tente alternar a mama que oferece ao bebê e, caso o problema persista, procure seu obstetra para um exame detalhado das mamas.

Durante o período de amamentação, quais alimentos são mais recomendados?

A alimentação durante o período da amamentação não pede mudanças. Vale ressaltar que consumir produtos saudáveis com altos índices de vitaminas e sais minerais, é importante para a saúde da mão e do bebê. A ingestão de líguidos também deve ser acompanhada e vale a recomendação de dois litros diários de água.

Mesmo quando meu seio está machucado, com sangue saindo do peito, posso amamentar o bebê? Existe algum tratamento para isso?

Se a mama está ferida, o ideal é a mãe tratar o problema para evitar o desconforto e não colocar em risco a saúde do bebê. A fissura mamária pode ser regenerada com cicatrizantes e hidratantes naturais colocados sobre o mamilo. Compressas mornas de chá de camomila podem trazer alívio, mas o ideal é consultar o seu médico para que ele indique o melhor tratamento para o seu caso.  MAMARE também é uma opção de tratamento. O produto, além de promover a recuperação natural das lesões da pele, auxilia na cicatrização, ajuda a prevenir as rachaduras e reduz a umidade. Assim, os mamilos ficam protegidos e a amamentação muito mais prazerosa.

Como faço para evitar rachaduras e amamentar sem dor?

Existem conchas e hidratantes específicos que podem ser usados ao final da gravidez para formar e fortalecer a pele do mamilo. Esse cuidado facilitará a amamentação e a possibilidade de sentir dor será amenizada. O seu médico deve orientá-la sobre esses cuidados a partir do oitavo mês de gestação. No período pós-parto, você pode utilizar MAMARE para intensificar tais cuidados e proteger a pele da região. MAMARE absorve o excesso de leite, reduz o amolecimento da pele e previne a maceração dos mamilos.