Amamentação e o anticoncepcional

Amamentação e o anticoncepcional

Muitas mães acreditam que o fato de estar amamentando garante que elas não precisam de outro método contraceptivo. O que não é verdade. Conheça mais sobre amamentação e o anticoncepcional.

A afirmação só é válida se o bebê se alimentar exclusivamente de leite materno e, ainda assim, se ele mamar várias vezes ao dia e com grande intensidade. De fato, se assim for, a ovulação será inibida e a mãe não entrará no período fértil.

Mas para não sofrer com uma gravidez inesperada, o ideal é conversar com o seu médico ginecologista para que ele recomende o anticoncepcional mais adequado para o seu caso. Segundo o ginecologista Maurício Melo, as pílulas mais indicadas para as lactantes são as que possuem apenas progesterona em sua composição.

Assim como para as outras pacientes, o uso da pílula anticoncepcional durante a amamentação deve ser feito diariamente, sempre no mesmo horário, sem tempo de intervalo entre as caixas até que o bebê deixe de mamar. Após esse período, o médico aconselha a troca do medicamento para um anticoncepcional que contenha dois hormônios associados, assim a eficácia contra a gravidez será maior. Também vale lembrar que outros métodos anticoncepcionais podem ser usados durante o período de amamentação, como o preservativo, DIU e implantes.

Fonte: Dr. Maurício Melo, ginecologista.