Amamentar pode reduzir riscos de doenças cardíacas

Amamentar pode reduzir riscos de doenças cardíacas

Todos sabem que a fase de amamentação é a fase mais importante para todo bebê. Mas você sabia que essa fase pode ser tão benéfica para a mãe quanto é para o bebê? Um estudo realizado pela Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, revelou que mães que amamentam seus filhos reduzem os riscos de problemas cardíacos e de derrames. Segundo os pesquisadores, mulheres que amamentam por mais de um ano estão 10% menos propensas a sofrer desses problemas de saúde, por isso ressaltamos: amamentar pode reduzir riscos de doenças cardíacas.

O estudo envolveu 139.681 mulheres que já estavam no período pós-menopausa. Conforme afirma a pesquisa, acredita-se que a redução dos riscos de sofrer com doenças cardiovasculares se deve ao fato de que a mulher, ao amamentar, diminui o depósito de gordura no corpo.

Além dessa pequena vantagem na diminuição desses riscos, há mais benefícios para a saúde das mães. Segundo os pesquisadores, o grupo de mulheres que amamentou por pelo menos um mês, apresentou pressão arterial mais baixa e menor nível de colesterol, além de menos incidência de diabetes. Todos esses são os principais vilões das doenças cardiovasculares.

E as coisas boas não param por ai: amamentar pode trazer à mulher uma perda mais significativa daqueles quilinhos que a mãe ganhou durante a gestação, o corpo volta ao normal mais rapidamente, há a diminuição nos riscos de ter uma hemorragia pós-parto, de se ter alguns tipos de câncer e de acabar tendo anemia.

Amamentar nem sempre é uma coisa fácil e natural, por isso procure sempre um especialista para te dar orientações sobre como amamentar sem ter risco de desmame precoce.

Fonte: Guia do Bebê.